Resumo: 

  • O primeiro passo para entrar de cabeça no mundo da inovação talvez seja parar de usar martelos para atividades que exigem um pincel. 
  • Nós acreditamos que há uma clara vantagem de gerir a inovação em um software destinado a este fim. 
  • Por isso, fizemos um comparativo dos softwares de gestão da inovação com as ferramentas tradicionais que você usa o dia inteiro.

A ideia principal de um software de gestão de ideias, como o SENNO, é criar um banco de dados centralizado. Ele permite feedbacks constantes, engajar os colaboradores e até mesmo convidar parceiros externos para seu processo de inovação. Leia um tutorial sobre softwares de gestão de ideias e como ele pode ser usado para aumentar a colaboração da sua equipe.

Neste post, vamos explorar as vantagens deste tipo de solução em comparação com softwares tradicionais, que como tudo, tem seus pontos positivos e negativos. A nossa missão é que o seu negócio tenha mais eficiência e inteligência no processo de inovação, para resolver problemas complexos de forma simples. 

Planilhas

A planilha não adequada para modelos ágeis de negócios, tampouco foi projetada para o trabalho colaborativo.
Crédito: Unsplash/Mika Baumeister

Soluções como Microsoft Excel são usadas em larga escala para o gerenciamento de negócios. Em uma pequena padaria da esquina e até uma multinacional, o software é uma preferência nacional. 

Em certos casos, o aplicativo até pode ser uma ferramenta eficaz de gestão de ideias, especialmente para projetos mais simples. Mas ela não é adequada para modelos ágeis de negócios, tampouco foi projetada para o trabalho colaborativo. 

A planilha é suscetível, ainda, ao erro humano: a cada alteração manual, há o risco de comprometimento da integridade das informações. E se ela der erro e não abrir, como ter acesso às informações?

À medida que sua organização cresce, vai necessitar de ferramentas especializadas, que facilmente vão superar em recursos e em performance os que as planilhas fazem.

E-mail

Com um software de gestão de ideias, basta clicar em um botão e todos os envolvidos vão ter acesso instantâneo à mesma informação.
Crédito: Unsplash/Stephen Phillips

Os e-mails são outra forma datada de gerenciar a colaboração em uma empresa. Quem não perdeu um tempo precioso para localizar a informação entre milhares de e-mails na caixa de entrada?

Os e-mails têm a rara habilidade de se reproduzir em larga escala, especialmente quando a empresa não tem um sistema de gestão de ideias centralizado. 

Com tantos arquivos e mensagens sendo enviados, é difícil para a sua equipe acompanhar todos, resultando em erros. Por exemplo, versões desatualizadas de um arquivo podem ser enviadas. Ou um colaborador pode esquecer de copiar uma pessoa central do projeto. 

Com um software de gestão de ideias, basta clicar em um botão e todos os envolvidos vão ter acesso instantâneo à mesma informação, uma forma de publicação e de distribuição mais simples e segura.

Aplicativos de mensagem

Existem tantos tópicos, mensagens, canais (e memes) que a promessa de agilidade e simplificação da comunicação foi perdida.
Crédito: Unsplash/ Muhammed Abiodun

Existe uma longa discussão entre o trabalho síncrono e assíncrono. Mas não dá para negar que aplicativos como o Slack, Microsoft Teams ou mesmo o WhatsApp fazem parte do universo corporativo hoje em dia. 

O problema deles é que buscar alguma informação específica de um projeto de inovação pode ser complicado em meio a um oceano de informação. 

Existem tantos tópicos, mensagens, canais (e memes) que a promessa de agilidade e simplificação da comunicação foi perdida. Isso sem falar da perda de produtividade por conta das constantes interrupções. 

Se a sua empresa começou a usar este tipo de app porque o e-mail estava sobrecarregado, provavelmente seu software de mensagem está começando a se parecer com os mesmos ambientes que você substituiu.

Isso é ruim para a inovação e colaboração. 

Gestores de projetos

Os softwares de gestão de projetos são outra forma comum de gerenciar a inovação. Na SENNO, usamos o Asana para administrar e acompanhar tarefas e times. Mas existem centenas de alternativas como Trello, Todoist ou Monday. 

Este tipo de aplicativo tem algumas vantagens: é fácil de entender, integrado a um calendário, pode atribuir tarefas ou projetos para membros do time, conta com uma interface moderna em comparação com planilhas.

A desvantagem de gerar ideias colaborativamente nestes aplicativos é que eles não são específicos para essa finalidade. Softwares como o SENNO já contam com modelos para você não começar uma plataforma de inovação do zero. 

Os gestores de projetos são feitos para executar e acompanhar tarefas, mas são limitados para pensar criativamente. Tampouco são desenhados para a inovação aberta, onde você convida parceiros externos para contribuir com uma ideia. 

Não têm ainda funcionalidades para descobrir, avaliar e refinar ideias. O SENNO conta com um sistema de avaliação padronizado que facilita para os líderes priorizar tal projeto de inovação em detrimento de outro. 

Intranets e redes sociais corporativas

As intranets são muito conhecidas em grandes organizações. Servem para publicar comunicados, armazenar relatórios e documentos e ainda integrar departamentos e times. 

Este tipo de aplicativo evoluiu ao longo do tempo e se tornou uma rede social, para que os colaboradores postem informações e criem comunidades. 

A desvantagem é não ser um sistema específico para inovação, sendo um um banco de informações de toda a empresa, não somente para projetos voltados à inovação. 

As intranets funcionam essencialmente como uma ferramenta de comunicação, não como um aplicativo para colaboração e tomada de decisão. 

Você pode até realizar um primeiro levantamento de sugestões e ideias, mas elas possivelmente vão se perder em meio a outras informações e não vão avançar o projeto.

Outro motivo é que, com a chegada dos aplicativos de mensagens, as redes sociais corporativas perderam o seu sex appeal, parecendo plataformas de comunicação antiquadas e que não atraem usuários em busca da inovação.

Whiteboards 

Os whiteboards ou aplicativos de canvas infinito substituem a lousa no formato digital. Permitem que o usuário desenhe um processo, serviço ou produto e tenha uma visão ampla da sua ideia, sendo ideal para design sprints

O lado ruim é que esses aplicativos são o inverso dos gestores de projetos: cumprem bem o papel de incentivar a criatividade, mas não são ferramentas adequadas para executar tarefas.  

Necessitam ainda de um gerenciamento manual para o processo de avaliação e seleção das ideias. Faltam ainda neles filtros, sistemas de ordenação e a captura e o incentivo de feedbacks com comentários ou medalhas, algo que o SENNO tem como padrão. 

O nosso aplicativo traz o melhor dos dois mundos, combinando as duas ferramentas, já que conta com integração total com o Miro. Dentro do SENNO, você pode abrir um board ou projeto no Miro, algo que ajuda no processo de ideação.

Conclusão

Com isso, finalizamos este comparativo. A nossa ideia é instigar o leitor a conhecer um pouco mais sobre as vantagens de um software de gestão de ideias e mostrar que as ferramentas tradicionais podem não ser adequadas para o seu workflow de inovação.

SENNO é a solução ideal para gerenciar ideias

Nós nascemos com a missão de transformar informação em ação e queremos proporcionar a nossos clientes a melhor ferramenta para transformar o seu potencial de inovação em novos produtos, serviços ou modelos de negócio. 

Quer saber mais? Fale com o nosso time e veja como é possível ter outras formas de colaborar.

Nosso software de gestão da inovação vai fazer com que a sua empresa se destaque em seu segmento de negócio ao permitir processos de inovação mais rápidos, modernos e eficazes.